0. Introdução

Bom, a primeira questão é: por quê Matrix? Qual a relevância do filme para entendermos o mundo hoje? Principalmente quando tantas análises já foram feitas sobre ele, sob os mais diferentes pontos de vista, tanto filosófico, espiritual, político, etc.

Matrix, além de ser um filme (aqui eu me refiro a toda a trilogia e material relacionado) muito bom, com uma história interessante, bons efeitos visuais, também carrega uma quantidade absurda de ideias filosoficas altamente complexas, com tantas referências à filosofia, religião, às artes, etc que a maioria dos que assistiram à trilogia não captaram todas elas.

Eu considero Matrix uma das obras mais geniais de todos os tempos. Quem assiste os filmes com um olhar além da história na superfície e procura entender as ideias por trás enxerga ideias altamente revolucionárias. É um ataque a todo o sistema que domina e escraviza a humanidade. Sair da Matrix não é uma simples revolução contra um sistema político X ou Y vigente no momento, mas sim a destruição de todas as amarras que prendem a humanidade (e desde sempre prenderam) e tornam esse mundo uma prisão para a mente, um inferno, quando deveria ser um paraíso.

Nessa série eu não vou me prender tanto às referências filosóficas básicas do filme (como o mito da caverna de Platão) ou referências a religiões. Aos que não as conhecem o Google está aí para isso. Eu posso até trazer uma ou outra dessas análises se for relevante na minha própria linha de raciocínio. Mas o que eu vou fazer é expor minhas interpretações do filme em relação às minhas próprias ideias. Se sintam à vontade também para comentar e dar o ponto de vista de vocês!

RETORNAR AO ÍNDICE